segunda-feira, 8 de julho de 2013

Humanos & Animais


Bem, como o título sugere, irei abordar um tema que para muitos é considerado polêmico, que são as relações conflituosas entre humanos e animais.

Para a maioria dos seres humanos, bichinhos de estimação são seus melhores amigos, sejam peludos, com penas ou com escamas, mas nem todos pensam assim.
Muitos animais de rua, especialmente cães e gatos, são mal-tratados apenas por estarem vagando por locais, a procura de alimento, como já vi muitas vezes, cães sendo afugentados a pedradas apenas porque estavam perto de um grupo de pessoas em um estabelecimento comercial, como bares, supermercados, etc.
Sinceramente, para afugentar um animal, caso o ambiente seja higiênico ou mexa alimentos, uma simples gesto de ameaça cumpriria o ato, mas muitos querem infligir a dor, e eu me pergunto o porquê desta atitude.

Como sou alérgico, não posso ter animais, mas confesso que se pudesse montaria um zoológico particular(risos), mas a questão é, que animais são seres vivos, e não merecem tal tratamento de ódio e repulsividade. Agora vamos imaginar se os mundos se invertessem, e os animais fossem a raça dominante, e nós, seus bichinhos de estimação.

Teríamos que andar pelas ruas, com frio, com fome, perderíamos membros da família, ficaríamos com medo, angústia, solidão, e ao tentar buscar ajuda, seríamos afugentados com saraivadas de pedras, e então entenderíamos o que eles sentem. Somos animais mais complexos, mas esta complexidade e superioridade tem algum limite? O homem se julga superior a todos os animais, mas é o único que destrói por prazer, mata por prazer, infringi dor e sofrimento por prazer. A vida da maioria dos seres humanos, se resume ao prazer de alguma maneira. O prazer está acima de tudo: do amor, da família, da amizade, dos animais, da natureza, do bem estar, da igualdade, enfim, esta busca por prazer descontrolado, é o que torna o homem um dos mais, se não o único ser mais desprezível da face da Terra, pois se julga o mais sábio, mas não sabe que o verdadeiro conhecimento vem do coração, e não do cérebro, não tecnicamente e cientificamente falando, mas de forma sentimental. Nem todos entendem a ciência, mas todos tem sentimentos. Pena que a maioria só nutre sentimentos negativos, e acaba destruindo a si mesmo e os que estão ao seu redor.

Feliz é o animal por agir por instinto, mostrando ser muito mais superior que o ser humano, e acho que devíamos podemos aprender muito com eles.

Com a leoa poderíamos aprender a cuidar de nossos filhos com garras e dentes; Com o cachorro aprendemos a ter uma amizade verdadeira, independente de brigas; Com o pássaro, aprendemos que a liberdade é algo essencial para nossa paz de espírito; E logo, vemos que aprendemos muito mais com os animais, do que os animais com a gente. Animais não aprendem como a gente: são induzidos a exercícios repetitivos ligados a comandos e movimentos dados por humanos, já seres humanos, tem que observar os animais, para tirar suas próprias conclusões. Creio que teríamos um mundo melhor, se nos inspirássemos naquilo que há de mais puro na natureza: os animais.



Um comentário:

Facebook Google+ Twitter